Menu

Policiais da Decarga recuperam carga de óleo de soja avaliada em R$ 150 mil

A polícia trocou tiros com os assaltantes enquanto tentava recuperar a carga. Eles fugiram.
08/02/2019 15h57
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Andrea Trindade

Policiais Civis de Feira de Santana, da Delegacia de Repressão ao Furtos e Roubo de Cargas (Decarga), recuperaram uma carga de óleo de soja avaliada em mais de 150 mil reais. A carga foi roubada na BR-101, no trecho do povoado de Loreto em Rio Real.

Segundo o delegado Gustavo Coutinho, titular da Decarga, os bandidos abordaram o motorista quando o mesmo reduziu a velocidade para descer em uma ladeira, conhecida como ladeira da Torre, e consumaram o assalto. Ainda segundo o delegado, uma parte da carga foi recuperada no mesmo dia do assalto e a outra, na manhã desta sexta-feira (8), após uma troca de tiros com os assaltantes.

“O motorista foi assaltado no dia 4 de fevereiro, teve parte da carga roubada e a equipe da Decarga imediatamente se deslocou até o local conseguindo recuperar o caminhão e 70% da carga. Posteriormente, durante as investigações, a equipe esteve novamente no local e conseguiu identificar o restante da carga que estava escondida em um matagal. Quando a equipe estava recolhendo a carga foi surpreendida pelos bandidos que também estavam lá. Houve uma troca de tiros e eles conseguiram fugir, mas já temos pistas da quadrilha que age naquela região”, informou o delegado ao Acorda Cidade.

Gustavo Coutinho informou também que os bandidos visam esse tipo de carga por conta da facilidade em comercializar para receptadores, geralmente donos de mercadinhos e supermercados.

Fotos: Aldo Matos/Acorda Cidade

“É uma carga de óleo de soja proveniente de Barreira. É uma carga fácil de vender e os bandidos visam sempre esse tipo de carga, principalmente para vender para comerciantes tanto de Salvador do inteiro do estado. Vale ressaltar que esses comerciantes receptadores alimentam a ação das quadrilhas aqui na Bahia porque eles compram a carga roubada fazendo com que os bandidos se interessem por esse tipo de mercadora para furtar ou roubar”, disse.
 

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Desenvolvido por Tacitus Tecnologia