Acorda Cidade - Versão Mobile

Estudantes da rede estadual conquistam  prêmio na Olimpíada Brasileira de Robótica  

A Robótica tem sido uma prática cada vez mais envolvente para os estudantes da rede estadual, sendo disponibilizada, por meio de cursos e oficinas ofertados, especialmente, nos Centros Juvenis de Ciência e Cultura.
12/08/2017 09h03
Foto: Claudionor Júnior

Acorda Cidade

A sexta-feira (11 de agosto) entra para a história dos estudantes Inácio Castro, 14 anos, Leonardo de Oliveira, 15, Hafyk Souza, 17, e Ítalo Pereira, 18, que fazem a oficina de Robótica no Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Vitória da Conquista. Eles conquistaram o prêmio Maker na etapa baiana da Olímpíada Brasileira de Robótica, realizada como parte da programação da Campus Party, que acontece até domingo (13), na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O principal mérito foi o desenvolvimento do protótipo com peças fabricadas pelos próprios estudantes, uma vez que o robô apresentado, denominado de ´Bug´, foi produzido a partir de sucatas. Foram utilizados materiais recicláveis como palitos de picolé, motor de aparelho de DVD, garrafas pet e pedaços de MDF. Tudo foi feito ao custo de R$ 60.

Para o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, esta premiação reflete a qualidade pedagógica que vem sendo trabalhada na rede estadual. “Temos trabalhado para fortalecer o eixo pedagógico na rede estadual e os Centros Juvenis de Ciência e Cultura têm a proeza de trabalhar com temas inovadores, como é o caso da Robótica”, afirmou, ao acrescentar que “estes estudantes estão de parabéns pela qualidade do projeto apresentado”.

Ítalo Pereira não escondeu a emoção na hora do anúncio. Pulou, gritou e festejou muito esta conquista. “Estou muito feliz com o prêmio. Fizemos um projeto original, pensado e elaborado por nós, com pouco recurso e fomos premiados por isto. É gratificante”, falou, bastante emocionado com a medalha que recebeu.

O colega Inácio Castro estava igualmente radiante. “É uma alegria sair daqui vendedor. Trabalhamos muito na programação do robô para esta competição e valeu à pena”. Já o estudante Hafik Souza, que é o capitão da equipe, destacou o reconhecimento pela inovação do projeto. “Estou muito feliz por conseguir este prêmio, por mostrar que nós somos capazes de construir nosso próprio robô com o material que utilizamos e sem comprar kits prontos”, comemora.

Para Leonardo de Oliveira, a premiação os motiva para o aprimoramento do projeto. “Agora vamos tentar aprimorar bem mais nosso robô para as próximas competições. Precisamos melhorar os sensores, o motor e as rodas. A experiência foi ótima e é muito bom estar aqui com todo esse pessoal falando de tecnologia”, festeja.

O professor e orientador dos estudantes, Roberto Costa, estava orgulhoso do desempenho dos alunos, principalmente porque o envolvimento deles com a Robótica tem como focado melhorar o processo de ensino e de aprendizagem. “A proposta educacional da gente não trabalha a perspectiva de construir robôs para participar de competições desta natureza. A gente faz isso com a perspectiva de levar o conhecimento para os estudantes, na construção física do robô, diferente dos outros, a partir de material reciclado. Trabalhamos a dimensão ambiental. Mas é muito gratificante ver este resultado. Estamos muito felizes”, comemorou.

A Robótica tem sido uma prática cada vez mais envolvente para os estudantes da rede estadual, sendo disponibilizada, por meio de cursos e oficinas ofertados, especialmente, nos Centros Juvenis de Ciência e Cultura. Com a Robótica, os estudantes aumentam o tempo de estudos e, com isso, trabalham na prática os conteúdos abordados na teoria, em sala de aula, melhorando as notas, principalmente nas disciplinas de Matemática e Física. Uma das partes mais interessantes deste processos é o desenvolvimento dos robôs.
 

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.