Acorda Cidade - Versão Mobile

Seap diz que presídio de Feira não tem maior número de casos de tuberculose

De acordo com nota enviada ao Acorda Cidade, neste ano de 2017, são nove casos de tuberculose registrados em detentos do presídio.
11/08/2017 16h37

Acorda Cidade

A secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) do estado da Bahia informa que o conjunto penal de Feira de Santana não tem maior número de casos de tuberculose na cidade. De acordo com nota enviada ao Acorda Cidade, neste ano de 2017, são nove casos de tuberculose registrados em detentos do presídio.

“O conjunto penal de Feira de Santana hoje tem cerca de 1.900 indivíduos privados de liberdade, mantidos em ambiente do cárcere, de convivência restrita, tornando-o portador de população a-descrita e especial. Vale ressaltar que em mais de 4 anos não obtivemos nenhum óbito relacionado a esta patologia e que o índice de cura desta população é de 100%. Apesar de termos uma equipe mínima de saúde hoje, obtemos números positivos nas diversas áreas das patologias que temos, nesta gama de pessoas com problemas de saúde ínfimos e específicos e diante da equidade que são tratados”, diz a nota.

“Trabalhamos com busca-ativa de sintomáticos respiratórios e seus contactantes e contamos com município de Feira de Santana para exames de baciloscopia e estamos pré-dispostos a prazos do serviço para diagnóstico e tratamento”, completou a nota.
 

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.