Acorda Cidade - Versão Mobile

Mais forte junto a Temer, Imbassahy fica no governo mesmo que PSDB saia

Antes da votação, ele era alvo de várias críticas, especialmente dos baianos que integram a base do presidente.
04/08/2017 17h13
Foto: Emerson Nunes/Arquivo

A bancada baiana – da oposição ao governo – curvou-se à competência com que o ministro Antonio Imbassahy (secretaria de Governo) conduziu as articulações que resultaram na vitória do presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara, na última quarta-feira. Segundo o Política Livre, antes da votação, ele era alvo de várias críticas, especialmente dos baianos que integram a base do presidente. Para a maioria, é sinal de que, mesmo com o PSDB dividido e sob a maior crise de comando de sua história, Imbassahy fica ao lado de Temer, ainda que o partido desembarque do governo, hipótese considerada agora mais remota, depois da rejeição da denúncia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o presidente da República. Neste caso, o baiano ficaria no governo na cota pessoal do presidente, comenta-se em Brasília.

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.