Acorda Cidade - Versão Mobile

Oposição baiana celebra placar apertado na Câmara

Até pouco antes da votação, acreditava-se que oposição e situação votariam juntos pelo arquivamento do processo.
04/08/2017 12h22
Foto: Reprodução

Os deputados rejeitaram no plenário da Câmara a admissibilidade da denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer (PMDB) por crime de corrupção passiva. Até pouco antes da votação, acreditava-se que oposição e situação votariam juntos pelo arquivamento do processo. Entretanto, o que se viu foi um placar bastante dividido e um resultado apertado. Votaram a favor do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) 263 deputados. Já os votos contrários foram 227, duas abstenções e 19 ausências. Os números foram celebrados pela oposição, que esperava um placar mais elástico. O ex-governador e atual secretário do Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT), celebrou a união da bancada oposicionista contra o peemedebista. “263 deputados votaram ontem para salvar o presidente ilegítimo Michel Temer. E nenhum deles era do Partido dos Trabalhadores. Nossa aguerrida bancada votou unida! Unida pela continuidade das investigações, unida a favor do Brasil”, escreveu nas redes sociais. Parlamentares oposicionistas criticaram o posicionamento no Plenário da Casa. as informações são do Política Livre. 

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.