Acorda Cidade - Versão Mobile

Garota de 16 anos é morta pelo companheiro e enterrada no quintal de casa

Corpo foi localizado na sexta-feira (8), após companheiro da vítima confessar o crime.
09/07/2017 09h46
Foto: Reprodução/ TV Bahia

Acorda Cidade

Uma menina de 16 anos foi encontrada morta na sexta-feira (8), na cidade de Correntina, oeste da Bahia, após ter desaparecido desde a quarta-feira (5), de acordo com a Polícia Civil. O suspeito do crime, companheiro da vítima, foi preso em flagrante após confessar o crime e dizer à polícia onde que enterrou o corpo da garota no quintal da casa onde o casal morava.

O delegado de Correntina, Marcelo Calçada, disse que a polícia foi comunicada sobre o desaparecimento pela mãe da garota na quarta-feira. Ela tinha sido vista pela última vez quando chegou em casa após ir ao colégio, na noite de terça-feira.

“O companheiro alegou que eles tiveram discussão e que ela teria dito que foi dormir na casa da irmã, mas não foi. Ouvimos testemunhas e tivemos suspeita. Ontem [sexta-feira, 7] esclarecemos que foi o companheiro que a matou, na quarta-feira pela manhã, na casa em que viviam. Ela foi morta a facadas”, diz o delegado.

Ouvido mais uma vez pela polícia na sexta-feira, o suspeito acabou confessando o crime e alegou que matou a companheira por ciúme, porque suspeitava que a vítima tinha outro relacionamento. Ele foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e feminicídio. A polícia também pediu a prisão preventiva do suspeito.

De acordo com o delegado, os dois moravam juntos há cerca de quatro anos e tinham um filho de um ano e 4 meses. O suspeito foi levado para a Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) de Santa Maria da Vitória. O corpo da garota foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Bom Jesus da Lapa.

Fonte: G1

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.