Acorda Cidade - Versão Mobile

Base aliada trava queda de braço com governo Rui Costa por conta de dois projetos

O primeiro deles endurece as regras para concessão de licença aos servidores em tratamento de saúde e enfrenta forte resistência nas bancadas do PT e PCdoB.
12/05/2017 15h32
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Deputados da base aliada travam uma queda de braço com o Palácio de Ondina em torno de dois polêmicos projetos de lei do governo Rui Costa (PT), cujos reflexos levaram ao trancamento da pauta de votações na Assembleia Legislativa. O primeiro deles endurece as regras para concessão de licença aos servidores em tratamento de saúde e enfrenta forte resistência nas bancadas do PT e PCdoB. Pela proposta, atestados de profissionais do SUS ou da rede privada terão validade apenas para afastamentos de até dez dias. Acima disso, só com perícia da Junta Médica do Estado. A exigência será aplicada também quando dois atestados da mesma pessoa somarem, dentro de dois meses, mais de dez dias.

Ponto de impasse

Ligados aos servidores, petistas e comunistas alegam que a medida vai suprimir direitos da categoria. Já o governo diz que a intenção é evitar uma fraude comum: o uso de sucessivos atestados, com licença abaixo do limite atual de 15 dias, para escapar dos peritos do Estado, conhecidos pela rigidez.

Maré contrária

O governador enfrenta ainda barreiras à proposta de ampliar o Porto de Aratu. Deputados alinhados a movimentos sociais e ambientalistas se recusam a ceder a chamada Prainha, reivindicada por pescadores e quilombolas. No início da semana, Rui Costa almoçou com líderes da base para tentar convencê-los. Contudo, o encontro terminou sem acordo. As informações são da coluna Satélite, do Correio. 

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.