Acorda Cidade - Versão Mobile

Cidades do Recôncavo recebem Mostra Internacional de Arte Eletrônica

Para essa edição do evento, os curadores e pesquisadores Claudio Manoel Duarte, Danillo Barata e Tatiana Lima tiveram a preocupação em conectar a arte eletrônica com os sons e expressões que compõem a paisagem do Recôncavo da Bahia.
20/04/2017 11h22
Foto: divulgação

Acorda Cidade

Os municípios de Santo Amaro e Cachoeira recebem da próxima terça-feira (25) ao dia 1º de maio o evento III Paisagem Sonora – Mostra Internacional de Arte Eletrônica do Recôncavo da Bahia, que tem o apoio financeiro do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). Com a participação de artistas, produtores e pesquisadores que utilizam o vídeo, a música, a arte eletrônica e outras expressões artísticas, a mostra propõe um diálogo entre os cenários das duas cidades e intervenções audiovisuais, exibições e performances em espaços abertos e equipamentos culturais.

Pela primeira vez, o evento acontece também na cidade de Santo Amaro. As duas primeiras edições (2013 e 2015) ficaram concentradas em Cachoeira. Este ano, terá também a presença da pesquisadora de estética e de artes, Nadine Siegert, e da pesquisadora Ute Fendler, especializada em literatura mundial, artes visuais e performance, ambas da Universidade de Bayreuth (Alemanha).

O evento também abriga um bate papo sobre cenas musicais, a oficina A Escritura dos Sons, poesia e performances, entre elas, a de Lívia Mattos, com sua Sanfonástica Mulher-Lona, um miniconcerto embalado pelo som da sanfona. O músico cachoeirano Mateus Aleluia, artista remanescente de ‘Os Tincoãs’, um dos mais importantes grupos vocais dos anos 1970, é outros destaque do passagem Sonora, com show inédito do CD Fogueira Doce, no Teatro Dona Canô (Santo Amaro).

Para essa edição do evento, os curadores e pesquisadores Claudio Manoel Duarte, Danillo Barata e Tatiana Lima tiveram a preocupação em conectar a arte eletrônica com os sons e expressões que compõem a paisagem do Recôncavo da Bahia. Também de trazer para a paisagem de Santo Amaro e Cachoeira sons, experiências e variadas expressões artísticas de outras partes do Brasil e do mundo, para fomentar a ampliação dos horizontes e o intercâmbio entre artistas.

A curadoria também deu atenção especial às expressões de mulheres que produzem e refletem sobre a arte. A programação envolve desde segmentos mais pop da arte eletrônica, como as apresentações de rap, até trabalhos mais experimentais. Leia mais no site da Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.