Acorda Cidade - Versão Mobile

Previdência: estados e municípios terão seis meses para fazer reforma própria

Caso percam prazo de 180 dias, seus servidores serão incluídos nas mesmas regras dos federais.
20/04/2017 11h03
Foto: Reprodução/Ilustrativa

Um dos detalhes guardados até o último momento e apresentados nesta quarta-feira (19) no relatório da Reforma da Previdência é a inclusão de servidores dos estados e municípios já nesta proposta. Isso porque o parecer final de Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) prevê um prazo de seis meses, após a publicação da Emenda Constitucional, para que estados e municípios possam instituir regras próprias para seus funcionários. Caso percam este prazo de 180 dias, não terão mais a chance de mudanças e seus servidores serão incluídos nas mesmas regras dos federais. Essa ressalva derruba a decisão anunciada pelo presidente Michel Temer em março, segundo a qual os servidores estaduais e municipais ficariam de fora da Reforma da Previdência em discussão na Câmara dos Deputados. A medida, no entanto, foi negociada com o governo, que concordou ser uma forma de reduzir a insegurança jurídica sobre o tema.

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.