Acorda Cidade - Versão Mobile

Diretor do Depin diz que reuniões com governador promovem diálogo integrado com a Polícia Civil

Ricardo Brito informou ainda que todas as demandas e os pleitos da categoria são sempre repassadas para o governador Rui Costa.
17/02/2017 11h33
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Rachel Pinto

O delegado Ricardo Brito, diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), esteve em Feira de Santana na quinta-feira (16), para participar da reunião do Programa Pacto pela Vida e destacou sobre a importância da presença do governador, bem como o diálogo integrado entre os poderes e a Polícia Civil.

O diretor do Depin, que já foi coordenador regional de Polícia Civil por oito anos em Feira de Santana, afirmou que esta foi uma experiência importante em seu trabalho e que lhe permitiu conhecer melhor as unidades de polícia do interior.

Sobre os novos delegados, escrivães e investigadores do último concurso que tomaram posse e já estão trabalhando, o delegado salientou que são uma gama de profissionais capacitados que estão dando suas contribuições e fazendo o que é de melhor para a Polícia Civil.

“São 404 municípios que ficam sob a responsabilidade do diretor do Depin e toda a sua equipe. Contamos com excelentes profissionais, excelentes coodenadores, a exemplo de João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria de Polícia do interior (1ª Corpin). Temos delegados, escrivães e investigadores altamente capacitados e vamos em frente com as parcerias e com o trabalho que está sendo feito com a presença do governador no interior da Bahia”, disse

Ricardo Brito informou ainda que todas as demandas e os pleitos da categoria são sempre repassadas para o governador Rui Costa e que ele na medida do possível tem conseguido garanti-las em menor tempo possível e sem burocracias.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade.


 

Whatsapp
Google+

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.