Acorda Cidade - Versão Mobile

Roberta Costa/Acorda Cidade |Prefeito Tarcízio Pimenta

Prefeito responde a questionamentos da população e fala sobre investimentos para 2012

Daniela Cardoso

O prefeito Tarcízio Pimenta esteve na manhã desta segunda-feira (26) no programa Acorda Cidade, onde fez um balanço da sua administração durante o ano de 2011 e falou também sobre o futuro na política. Tarcízio respondeu ainda, vários questionamentos da população sobre obras e investimentos para o ano de 2012. Confira abaixo a entrevista:

Em Feira de Santana existem mais de 80 PSFs, porque o concurso abriu 10 vagas para enfermeiros?

Essa avaliação para o número de vagas foi feita tecnicamente pela secretaria de Planejamento, pela Secretaria da Fazenda e também por todas as secretarias que encaminharam as suas necessidades.

Quando será feito o pagamento dos entes públicos que trabalham no Hospital Geral Clériston Andrade?

Não cabe mais a prefeitura o controle da questão dos entes públicos. Já foi passado para o Estado que é quem deve repassar os recursos, e eu acredito que isso deve estar acontecendo até o final da semana.

Quando terá um pacote de obras para o bairro Santo Antônio dos Prazeres?

Estamos concluindo a parte de topografia com relação a algumas ruas do bairro e acredito que essa semana deve estar indo o projeto para a Caixa Econômica Federal, para que a gente possa anunciar e licitar outras ruas em Santo Antônio dos Prazeres.

Quando vai ser concluída a pavimentação da estrada do bairro Aviário?

Essa história do Aviário é uma novela grande que estamos travando com o Ministério das Cidades. Esse recurso é orçamentário, é um recurso de emendas. Já estive no Ministério das Cidades esperando que esse recurso seja liberado para que a gente possa prosseguir e retomar essa obra.

Quando irá sair o pagamento dos estagiários da educação?

Acredito que estejam todos legalizados. A informação que nós temos da Secretaria da Fazenda e da Secretaria da Educação é que os estagiários já foram pagos e estamos completamente em dias.

Quando irá concluir a obra da avenida de Canal?

A avenida de Canal é outra situação que não depende apenas da prefeitura. É uma obra que tem o chancelamento do Governo Federal, então nós só podemos prosseguir na obra a partir do momento em que o Ministério da Integração libere os recursos necessários.

Quando irão sair às obras do bairro Lagoa Salgada?

Temos o pedido da construção de um PFS e nós já estamos concluindo o projeto para licitar e iniciar a obra.

O que o senhor vai fazer para resolver os problemas na Ilha do Rato?

A questão da Ilha do Rato não fui eu que instituí e nem o nosso governo. Ela tem uma vida de muitas primaveras, então algumas ações já foram encaminhadas, inclusive pelo próprio Ministério Público. O secretário Mizael Freitas, de Prevenção a Violência, está trabalhando nessa situação e eu acredito que a gente possa ter algumas novidades com relação ao assunto.

Quando vai asfaltar o bairro Rua Nova?

Já fizemos algumas intervenções nas ruas e nosso planejamento é que no próximo ano possamos atender mais algumas necessidades.

Quando será feito o pacote de obras para o bairro Sim?

Nós fizemos investimos com relação a algumas ruas no Sim e vamos trabalhar para melhorar algumas saídas que precisam ser feitas no bairro, inclusive com grandes avenidas que são necessárias para o escoamento do trânsito.

Tem algum projeto para a rua Pitombeira no fundo da Uefs?

Existem várias ruas em vários bairros que clamam pela presença do governo com relação a calçamento, com relação a esgoto, a asfalto e a gente vai atribuindo prioridades. Temos que avançar na Pitombeira e vamos vê se nesse próximo ano a gente consege atender.

Quando será construída a quadra de esporte do bairro Terra Dura?

Já está bem adiantada, o projeto já está pronto e estamos aguardando a autorização da Caixa Econômica Federal para proceder a licitação.

Quando vai ter a conclusão da pavimentação da expansão do Feira IX?

Vamos concluir a pavimentação asfáltica em algumas ruas que precisam ser concluídas.

Quando irão começar as aulas para habilitação gratuita?

Essa semana recebemos do Governo do Estado a informação de que a escola já tem autorizado o seu credenciamento e estamos aguardando a publicação no Diário Oficial, para que a gente possa começar a fazer esse trabalho.

Tem previsões de obras na praça da República no Feiraguai?

Já fizemos inúmeras praças e não tenha dúvida que aquela praça já é solicitada a muito tempo, principalmente devido a invasão do espaço pelos comerciantes, então precisamos dialogar para ter aquela praça recuperada e em condições de uso pela comunidade.

Quando vai sair o pagamento das pessoas que trabalharam na Expofeira e no São e João?

Às vezes, alguns prestadores de serviço ficam com a dificuldade de comprovar a prestação do serviço e a prefeitura só pode saldar os compromissos com essas pessoas, se elas estiverem legalizadas dentro do que determina a controladoria.

O que o senhor pretende fazer com relação ao centro da cidade?

Nós estamos promovendo alguns investimentos com relação ao Centro de Abastecimento e esses com certeza, vão fazer com que alguns comerciantes que estão no centro da cidade possam até retornar para comercializar seus produtos no Centro de Abastecimento. Existe a necessidade real e verdadeira de disciplinar mais a questão comercial no centro da cidade e por mais que a gente tenha dialogado, a gente observa há cada dia, mais pequenos comerciantes tomando áreas do centro de Feira de Santana. Agora mesmo estamos concluindo o projeto da rua Senhor dos Passos, que é o shopping a céu aberto, que com certeza já vai ter uma solução definitiva para aquele local. Em relação ao projeto da Zona Azul, nós estamos em andamento. Há um questionamento judicial e nós vamos seguir obedecendo às leis.

Quando vão terminar as obras do Candeal II?

A obra está seguindo. É uma obra grande, será uma das maiores escolas municipais e mais equipadas que teremos na zona rural.

O que o senhor vai fazer pela invasão dos Novos Amigos que fica no bairro Liberdade?

O governo tem procurado ajudar na medida do possível. O que a prefeitura puder fazer vai fazer, agora dentro do que determina as normas, sem criar um incentivo a essas ocupações que causa um transtorno na própria organização urbanística da cidade.

Versão Clássica